sexta-feira, 23 de março de 2018

BOLETIM SABABV: Novidades e propostas para 2018

Desde que foi fundada, há quase 40 anos, na época por um perigo eminente da construção de um cemitério no meio do bairro, a SABABV tem contado com importantes ajudas de voluntários de nosso bairro.

Os vizinhos ajudam como podem e quando podem. Todos os trabalhos são voluntários, exceto de nossa fiel e assídua secretária Nazareth.

O voluntariado faz parte de nossos dias, tem sido alimentado por pequenas e grandes vitórias e principalmente, pelo reconhecimento e participação de vocês, moradores de nossa região.

É por isso que qualquer ajuda é mais do que bem-vinda e necessária. Hoje em dia, contamos com a colaboração financeira de mais ou menos 15 vizinhos...Isso mesmo, apesar de termos uma extensa lista de inscritos e enviarmos cerca de 40 boletos bimestrais, somente 15 vizinhos têm contribuído. Se continuarmos assim, não chegaremos em 2020 para comemorarmos os 40 anos de existência!

Não é preciso que vocês façam parte da diretoria, nem que tenham tempo e paciência para participar de reuniões intermináveis e muitas vezes inócuas em secretarias e subprefeituras. Vocês podem ajudar de diferentes formas e todas elas são sempre muito bem vindas !!!

As frentes de trabalho e as idéias para projetos novos são enormes, mas nos faltam pernas para tantos sonhos!



Alguns projetos em andamento:

Adoção de áreas verdes:

Não sei se vocês notaram, mas a SABABV adotou 7 rotatórias de nosso bairro. A paisagista Mariana C. Barbosa, colaboradora e vizinha, está voluntariamente cuidando do projetos e supervisionando a reforma e manutenção dessas áreas verdes.

Se vocês souberem de empresas ou pessoas físicas dispostas a adotar áreas verdes em nossa região, avisem-nos! O processo está muito mais rápido e menos burocrático! Queremos mais verde em nossas ruas!

Qualquer dúvida, só entrar em contato.



Segurança

Esse é um dos maiores desafios para nosso bairro e um dos temas que instiga maior interesse dos moradores, principalmente em épocas mais críticas.

Depois de várias reuniões, concluímos que são várias as frentes de trabalho que devem caminhar juntas e a participação de todos é primordial. Por exemplo: bom relacionamento e respeito ao trabalho dos PMs, participação no Conseg–Conselho Comunitário de Segurança, instalação e monitoramento de câmeras pelo bairro, incentivos à realização do B.O., programa Vizinhança Solidária, programa “Meu vizinho está de olho”, etc.

O papel da associação na verdade, é de prevenção e essa ação pode ser feita através de incentivo à formação de grupos de vizinhos dentro dos princípios do programa Vizinhança Solidária e também incentivo a colocação de câmeras de segurança em nossa região.

Outras regiões já conseguiram doações de câmeras. Quem sabe se aqui também não podemos ser contemplados. Estamos precisando de voluntários para coordenarem esses grupos.



Zoneamento: PDE- novamente em discussão!

As propostas da prefeitura para correções e ajustes do Plano Diretor Estratégico-PDE pretendem flexibilizar várias normas, diga-se de passagem, já bem flexíveis e danosas para nossa região. Normas essas que foram definidas na aprovação da última lei de zoneamento.

Segundo a prefeitura: “ O objetivo da revisão é somente adaptar o texto da lei à cidade real preexistente, a São Paulo já construída”. 

A SABABV está de olho nessas novas propostas e defende a realização de planos de bairro para que cada morador possa discutir seu bairro particularmente, antes da flexibilização de normas que, por exemplo, incentivará construções em regiões já saturadas. Não precisamos ir muito longe para perceber que esse último plano trouxe danos irreparáveis para nosso bairro e para a região da Chácara Santo Antônio, por exemplo.


Acesse https://goo.gl/gT9z37 e participe!

quarta-feira, 21 de março de 2018

Contribua na minuta participativa para ajustes à Lei de Zoneamento!

Fique atento! Ainda dá tempo de contribuir na minuta participativa que discute ajustes à Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo (LPUOS), a Lei de Zoneamento.

Disponível no portal Gestão Urbana até 30 de março, a consulta pública é uma oportunidade para que o cidadão conheça o que está sendo proposto e faça suas sugestões. Ao final do processo, todas as contribuições serão analisadas e avaliadas quanto a sua incorporação à minuta.

Acesse https://goo.gl/gT9z37 e participe!