quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Parque do Cordeiro - Programação

Prezados vizinhos,

É com muita alegria que informamos a reabertura do setor oeste do nosso Parque do Cordeiro.
Segue abaixo a relação das atividades que acontecem no parque.

  1. Tai Chi: segundas-feiras, a partir das 7h e aos domingos, a partir das 9h30.
  2. Xiang Gong: terças-feiras, a partir das 7h30.
  3. Liang Gong: quintas-feiras, a partir das 7h30.
Não é necessário fazer inscrição. Participem!














Lei de Uso e Ocupação do Solo: o que muda no Alto da Boa Vista

O projeto da nova Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS), elaborado pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano (SMPU), está quase pronto e logo mais será analisado e votado pelos vereadores da Câmara Municipal.

Segundo o próprio texto do Plano Diretor Estratégico (PDE) de São Paulo, a Política de Desenvolvimento Urbano deve ter como objetivo “ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e o uso socialmente justo e ecologicamente equilibrado e diversificado de seu território, de forma a assegurar o bem-estar e a qualidade de vida de seus habitantes”.

O que se vê, entretanto, são propostas de interesse estritamente individual que servem para acomodar visões lucrativas. Ao promover a regularização de usos sabidamente irregulares, as propostas pontuais de mudança de zoneamento são um prêmio para aqueles que ignoraram acintosamente a legislação, permanecendo irregulares por todos esses anos e é uma afronta àqueles que seguiram a legislação e se mudaram dessas áreas residenciais quando notificados pela prefeitura.

O caso da rua São Benedito


A rua São Benedito é a única via em que alguns comerciantes e prestadores de serviços, reconhecidamente irregulares, pleiteiam a mudança para Zona de Uso Misto, objetivo que não encontra eco em nosso bairro, pois a importância da preservação de nossa região como prestadora de serviços ambientais é reconhecida por quase todos os moradores: nossa vegetação protege a fauna, a permeabilidade do solo garante a recarga do aquífero, o baixo adensamento construtivo evita a formação de ilhas de calor e, com as Zonas Estritamente Residenciais contíguas, forma o último pulmão verde em direção ao extremo sul da cidade.

Em uma tentativa de abarcar os interesses dos dois grupos – moradores e comerciantes –, a Sababv sugeriu ao movimento São Benedito Legal (formado pelos comerciantes) que a rua se enquadrasse em uma Zona Predominantemente Residencial (ZPR), o que resguardaria as características ambientais do bairro mas também acomodaria algumas atividades de comércio e serviços. No entanto, até o momento, a rua São Benedito está destinada a se transformar em Zona Corredor-2 (ZCor-2), cujas atividades permitidas englobam até mesmo grandes supermercados. Se isto se concretizar, além dos prejuízos ambientais, com adensamento construtivo e perda de vegetação, um dos impactos mais evidentes será a invasão de ruas estritamente residenciais, que inevitavelmente serão utilizadas como estacionamento.

Também é bom lembrar que, uma vez que as ruas estejam tão movimentadas, o problema de segurança será agravado.

É preciso reagir e defender os interesses da maioria!


Ainda há tempo para reagir em favor da maioria. Venha participar desse esforço pela preservação de uma das raras regiões ainda preservadas de nossa cidade. Dê sua opinião e sua sugestão de como podemos fazer valer a opinião dos moradores!

O Alto da Boa Vista tem uma função ambiental importantíssima para nossa cidade, que hoje está à beira do caos. Não podemos permitir que uma minoria coloque em risco a qualidade ambiental e habitacional de nosso bairro.
Clique aqui e saiba mais.


A caminhada é um convite para observar, durante um percurso desenhado no Parque Ibirapuera, as características existentes no espaço. Por meio do andar lento, vamos entrar em contato com essas diferentes ambiências, tanto as naturais quanto as construídas pela sociedade. Em uma experiência lúdica, permeada por mitos e as lendas, que podem nos levar a criar novas narrativas.
  • Dias: segundas, terças e sextas-feiras
  • Horários: das 10h às 12h, das 14h às 16h, ou das 18h às 20h 
  • Local: Parque Ibirapuera
  • Participantes: mínimo 10 e máximo 40 participantes.

Para realizar sua inscrição e conhecer o roteiro, clique aqui.

3ª edição do Manual Técnico de Arborização Urbana da Prefeitura de São Paulo

Publicação reúne normas técnicas, além de um resumo da legislação vigente
referente à vegetação em São Paulo

Foi lançado no dia 22/01/2015 a 3ª edição do Manual Técnico de Arborização Urbana da Prefeitura de São Paulo. Uma parceria entre a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) e a Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras (SMSP).

Chegando à sua terceira edição em 2015, o Manual cumpre a função de orientar e sensibilizar a população para a importância das árvores em nossa cidade. Informações como as técnicas de plantio, orientações para o processo de escolha da espécie a ser plantada e até as novas diretrizes para arborização presentes na legislação do município fazem parte do conteúdo da publicação.

O Manual também se destaca por estar em conformidade com as leis de acessibilidade, colaborando para a solução de problemas de mobilidade de munícipes em vias e equipamentos públicos. A publicação está disponível para download gratuito no site da SVMA.

"As quaresmeiras já anunciam a Páscoa"

   



Quando atravessar  nosso bairro  desfrute do  privilégio de apreciar de perto  as quaresmeiras em flor. Tire fotos e mande para nós colocarmos em nosso blog. 

sábado, 24 de janeiro de 2015

Cruzamento sem semáforo causa acidente grave


A diretoria da Sajape procurou a CET pedindo esclarecimentos sobre a interdição do cruzamento da Vereador José Diniz  com rua S. Sebastião. A  informação recebida é que  novamente houve roubo de cabos do semáforo e que estão aguardando que a Central da CET providencie novos cabos, o que ainda não tem previsão.

Essa interdição já dura seis dias, e enquanto isso todas as saídas do bairro ficaram ainda mais conflagradas. Um caos!

Ontem houve um acidente grave nesse cruzamento que demandou até os bombeiros para resgate. 

Precisamos nos mobilizar em bloco para podermos resolver este problema. Mande suas sugestões e reclamações que a SAJAPE encaminhará à CET pressionando por uma solução.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Alarme

A cidade de São Paulo está diante de uma catástrofe social, econômica e ambiental sem precedentes. O nível do sistema Cantareira está em cerca de 6% e segue baixando por volta de 0,1% ao dia. O que significa que, em aproximadamente 60 dias, o sistema pode secar COMPLETAMENTE!

O presidente da Sabesp declarou que o sistema pode ZERAR em março ou, na melhor das hipóteses, em junho deste ano. E NÃO HÁ UM PLANO B em curto prazo. Isto significa que seis milhões de pessoas ficarão praticamente SEM UMA GOTA DE ÁGUA ou com enorme escassez.  Não é que haverá apenas racionamento ou restrição. Poderá haver ZERO de água, NEM UMA GOTA. 

Você já se deu conta do que isto significa em termos sociais, econômicos (milhares de estabelecimentos inviabilizados e enorme desemprego) e ambientais? Você já se deu conta de que no primeiro momento a catástrofe atingirá os mais vulneráveis (pobres, crianças e idosos) e depois todos nós? 

O que nos espanta é a passividade da sociedade e das autoridades diante da iminência desta monumental catástrofe. Todas as medidas tomadas pelas autoridades e o comportamento da sociedade são absolutamente insuficientes para enfrentar este verdadeiro cataclismo. 

Parece que estamos todos anestesiados e impotentes para agir, para reagir, para pressionar, para alertar, para se mobilizar em torno de propostas e, principalmente, em ações e planos de emergência de curto prazo e políticas e comportamentos que levem a uma drástica transformação da nossa relação com o meio ambiente e os recursos hídricos. 

Há uma unanimidade de que esta é uma crise de LONGUÍSSIMA DURAÇÃO por termos deixado, permitido, que se chegasse a esta dramática situação. Agora, o que mais parece é que estamos acomodados e tranquilos num Titanic sem nos dar conta do iceberg que está se aproximando.

Nosso intuito, nosso apelo, nosso objetivo com este alarme é conclamar as autoridades, os formadores de opinião, as lideranças e os cidadãos a se conscientizarem urgentemente da gravíssima situação que vive a cidade, da dimensão da catástrofe que se aproxima a passos largos.

Precisamos parar de nos enganar. É fundamental que haja uma grande mobilização de todos para que se tomem ações e medidas à altura da dramática situação que vivemos. Deixar de lado rivalidades e interesses políticos, eleitorais, desavenças ideológicas. Não faltam conhecimentos, não faltam ideias, não faltam propostas (o Conselho da Cidade de São Paulo aprovou um grande conjunto delas). Mas faltam mobilização e liderança para enfrentar este imenso desafio.

Todos  precisamos assumir nossa responsabilidade à altura do nosso poder, de nossa competência e de nossa consciência. O tempo está se esgotando a cada dia.

Oded Grajew (Rede Nossa São Paulo)

Oficina: Vamos fazer um Terrário!

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/meio_ambiente/servicos/escola_de_jardinagem/noticias/index.php?p=185947

Palestra: Pragas e Doenças

https://docs.google.com/forms/d/1q_VgmqHOU6_ufZ-gGTpKOyv2g375X09RcmbXs5sWPS4/viewform

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Prefeitura disponibiliza minuta participativa na revisão da lei de Zoneamento


Está disponível para contribuições, a partir de hoje, a Minuta Participativa da revisão da lei de zoneamento.
 A nova ferramenta permite ao usuário comparar a nova proposta com o texto vigente, avaliar as mudanças, os instrumentos e contribuir informando se concorda, seguido de justificativa, se concorda com ressalvas, acompanhado da alteração ou acréscimo de informação ou se discorda, com a possibilidade de excluir o trecho do texto com o qual discorda e redigir sua proposta em seguida.

Participe e divulgue este importante momento de participação no planejamento de nossa cidade.

Para acessar a nova ferramenta de participação clique aqui.

UMAPAZ- Parque do Ibirapuera


Programação Mensal 2015

A UMAPAZ  , Departamento de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) da Prefeitura do Município de São Paulo, opera por meio de uma rede de parcerias. Foi concebida em 2005 e iniciou suas atividades em janeiro de 2006. Em 2009, como departamento, passou a coordenar também a Escola Municipal de Jardinagem, a Divisão de Astronomia e Astrofísica

Quer receber o mailing da UMA PAZ? Cadastre-se aqui.

Veja a programação completa no blog da UMAPAZ.

Audiências Públicas do Zoneamento

Participe das audiências públicas da revisão participativa da Lei de Zoneamento 



Para dar continuidade na revisão participativa da Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo (LPUOS), a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), convida a população para conhecer e debater a Minuta do Projeto de Lei do Zoneamento em duas audiências públicas, a serem realizadas nos dias 14 e 21 de janeiro, às 19h.

Clique aqui e saiba mais.